Redução de mama (mamoplastia redutora)

O que é a redução de mama (mamoplastia redutora)?

A mamoplastia redutora é a cirurgia que tem como objetivo reduzir o tamanho das mamas, além de permitir um levantamento e uma melhora do formato das mesmas.

Em que casos a mamoplastia redutora está indicada?

A mamoplastia redutora é indicada para pacientes que estejam insatisfeitas com o tamanho das suas mamas e desejam diminuí-las, além de levantá-las.

Em que casos a mamoplastia redutora não está indicada?

Em pacientes que estejam satisfeitas com o tamanho de suas mamas, mas querem apenas levantá-las, a cirurgia mais indicada é o lifting de mamas (mastopexia).

Qual a diferença da mamoplastia redutora e da mastopexia?

Na mamoplastia redutora, parte do tecido mamário é retirado e o tamanho final da mama é reduzido.

Enquanto que na mastopexia, não é retirado tecido mamário, apenas o excesso de pele, permitindo elevar e dar um formato mais harmônico à mama sem diminuir o seu tamanho, ou até aumentando o tamanho com o uso de próteses de silicone.

É possível fazer a cirurgia das mamas junto com outra cirurgia plástica?

Sim, na grande maioria das vezes, é possível a associação da cirurgia de mamoplastia com outra cirurgia, como por exemplo, lipoaspiração ou abdominoplastia.

Quais são as cicatrizes da mamoplastia?

As cicatrizes da mamoplastia variam de acordo com o tamanho e o grau de flacidez das mamas.

Pacientes com mamas não muito grandes e uma flacidez de pele pequena, é necessária apenas uma cicatriz para retirada de pele periareolar (em volta da aréola).

Para pacientes com uma mama maior e uma flacidez de pele moderada, é necessária uma segunda retirada de pele vertical, levando a uma cicatriz em volta da aréola e outra na vertical.

Por sua vez, as pacientes que possuem mamas bem grandes e uma flacidez maior, é necessária uma cicatriz para retirada de pele nos sentidos vertical e horizontal, o que leva a uma cicatriz em formato de um T invertido: periareolar, vertical e horizontal no sulco mamário.

Eu tenho nódulos nas mamas. Esses nódulos podem ser retirados na mamoplastia redutora?

Durante a realização da cirurgia, é muito difícil a localização exata dos nódulos mamários, a não ser que eles sejam facilmente palpáveis.

Dependendo da localização, eles podem estar presentes no tecido que será retirado durante a cirurgia ou permanecerem nas mamas.

Eu tenho um nódulo suspeito que precisa ser retirado. O que fazer?

Nos casos em que o nódulo mamário suspeito precisa ser retirado, o ideal é retirá-lo primeiro e ter o resultado definitivo da biópsia para posterior realização da mamoplastia redutora.

Como a mamoplastia redutora é realizada?

A mamoplastia redutora é uma cirurgia que necessita ser realizada em ambiente hospitalar, dentro de um centro cirúrgico, para maior segurança do paciente.

Antes da cirurgia, com a paciente em pé, é marcada a posição dos sulcos mamários, a posição ideal das aréolas e a quantidade de tecido mamário a ser retirada.

Os principais passos da cirurgia são os seguintes:

  1. Incisão
  2. Retirada do excesso de tecido mamário e do excesso de pele
  3. Hemostasia (controle do sangramento dos vasos através da cauterização com o bisturi elétrico)
  4. Confecção de um retalho para preenchimento das mamas
  5. Confecção de um segundo retalho para as aréolas
  6. Subida da posição das aréolas
  7. Sutura (costura) de toda a cicatriz em 3 ou 4 planos
  8. Curativo

Quanto tempo dura a cirurgia?

A mamoplastia redutora dura de 2 a 3 horas.

Qual será o tipo de anestesia?

O tipo de anestesia mais utilizado é a anestesia geral.

Qual o tempo de internação?

O tempo de internação e observação costuma ser de até 24 horas após o término da cirurgia.

São utilizados drenos nessa cirurgia?

Não, pois utilizamos os pontos internos em substituição ao uso de drenos, facilitando assim os cuidados do paciente no pós-operatório e possibilitando um maior conforto para o mesmo.

Depois da cirurgia é necessária a retirada dos pontos?

Não, pois utilizamos a cola cirúrgica em substituição aos pontos externos, eliminando a necessidade da retirada de pontos e facilitando os cuidados do paciente com os curativos.

É preciso destacar que o fato de não ser necessária a retirada dos pontos, não elimina a importância das consultas de revisão pós-operatórias para uma boa recuperação.

Quanto custa uma cirurgia de mamoplastia redutora?

O Conselho Federal de Medicina proíbe a divulgação dos valores de procedimentos e cirurgias pela internet.

De qualquer maneira, os valores da cirurgia variam muito de acordo com os procedimentos indicados para cada caso e um orçamento só é possível após uma avaliação presencial, com a realização do planejamento cirúrgico.

Quais são as principais complicações que podem acontecer na mamoplastia redutora?

Podem acontecer complicações localizadas, como seroma (acúmulo de líquido), hematoma (acúmulo de sangue), deiscências (abertura dos pontos), necrose da pele (perda de parte da pele), necrose da aréola (perda da aréola) e infecção.

Podem ainda acontecer complicações sistêmicas (no organismo como um todo), como pneumonia, infecção urinária, trombose venosa profunda e embolia pulmonar.

Para diminuir o risco de complicações, é importante fazer o uso de todas as medicações prescritas, como antibióticos e anticoagulantes, assim como seguir as recomendações como o repouso e o uso de meias compressivas.

Quanto tempo preciso ficar afastado após a mamoplastia redutora?

É recomendado o afastamento das atividades e repouso por 4 semanas.

A realização de atividades físicas mais intensas é liberada após 8 semanas da cirurgia.

Quais são os principais cuidados para a recuperação?

Além do repouso de 4 semanas, recomendamos o uso de sutiã cirúrgico por esse período.

É importante também manter uma alimentação balanceada, ingerindo bastante água e evitando sal e alimentos industrializados.

Recomendamos ainda dormir de barriga para cima por 4 semanas evitando abrir e elevar os braços.

Como não utilizamos drenos e suturas externas, o banho é liberado no dia seguinte da cirurgia.